Entre Céus e Poesia
Versos suspensos na aurora das manhãs
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
ContatoContato
LinksLinks
Textos






  RIOS DE LIRISMO


  Nas águas calmas da vida
  um barco convida
  à criação
 
  Pois superar estas margens
  é a sublime viagem
  da emoção

  Sonhar é dar-se um sorriso
  doce & lírico
  à sensação
  de por no céu um sorriso
  tão magnífico
  ao coração

  É estar propenso ao futuro
  [além do muro]
  tão suspenso
  no infinito / da razão

  No afluir desta dança
  teu verso me encanta
  e se revela
  um talismã

  Nas entrelinhas [miragens]
  navegam-se tardes,
  noites se esvaem
  nascem manhãs

  Por anos voam [paisagens]
  belas [imagens]
  em fios de lã

  Tecendo os versos de um lírio
  entre os rios
  do amanhã
 
Entre céus e poesia
Enviado por Entre céus e poesia em 19/04/2015
Alterado em 10/09/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.